Somenoise’s Weblog

Just another WordPress.com weblog

Hey Mercedes – Everynight fire works [2001] fevereiro 29, 2008

Filed under: 00's,emo,rock — somenoise @ 11:02 pm

capa

  Lindo !!

 Banda que surgiu do termino do Braid ( uma das minhas bandas preferidas ), com apenas uma mudança de integrante, o som em si mudou bastante, o braid tinha uma pegada mais math-rock e barulhente, o hey mercedes já é uma som mais emão ( no bom sentido ) !! Musica para quem está apaixonado !!

track-list:

01 – The frowning of a lifetime
02 – Every turn
03 – A-list actress
04 – The slightest idea
05 – Eleven to your seven
06 – Que shiraz
07 – Our weekend starts on wednesday
08 – Haven’t been this happy
09 – What you’re up against
10 – Quit
11 – Let’s go blue

Link 4shared

 

The Aggrolites – Dirty Reggae (2003)

Filed under: 00's,reggae — somenoise @ 8:39 pm

tem reguêro ae?

1 Hot Stop
2 Jimmy Jack
3 Black Lung
4 Keep It Cool
5 The Stampede
6 Money Hungry Woman
7 Put Your Weight On It
8 Pop The Trunk
9 Womens Rules
10 Burning Bush
11 Joe Grind
12 Reggae Wonderland
13 Lunar Eclipse
14 Dirty Reggae

Download

 

Radio Birdman – The Essential 1974-1978 – (2001)

Filed under: 70's,proto-punk,surf music — somenoise @ 6:59 pm

Coletânea com o melhor da melhor banda da Austrália de todos os tempos (isso desconsiderando AC/DC, que é outro nível…)

Rock’n’Roll, Surf Music, Proto-punk… tudo lá e muito antes de outras bandas fazerem sucesso repetindo mais ou menos essa mesma fórmula.

1. Aloha Steve and Danno
2. Murder City Nights
3. New Race
4. Love Kills
5. Descent into the Maelstrom
6. Burn My Eye ’78
7. I-94
8. Anglo Girl Desire
9. Hand of Law
10. Snake
11. Do the Pop
12. Non-Stop Girls
13. What Gives?
14. Man With Golden Helmet
15. Hanging On
16. Crying Sun
17. Smith and Wesson Blues
18. Time to Fall
19. Alone in the Endzone
20. Breaks My Heart [Live]
21. More Fun [Live]
22. Dark Suprise [Live]

Download

vc não vai ficar de fora dessa, vai? se liga no estilo, rapá!

* não venham falar de the saints nos comentários, por favor! EU considero Radio Birdman melhor, questão de opinião… hahah

 

The Tuss – Rushup Edge (2007)

Filed under: 00's,eletronic — somenoise @ 4:47 pm

Este é o primeiro full-lenght do The Tuss, lançado poucos meses depois do EP Confederation Trough. O álbum saiu pela Rephlex Records, selo de braindance do aclamado Richard D. James, mais conhecido pelo Aphex Twin. Inclusive, apesar dos créditos irem a Brian e Karen Tregaskin, especula-se que estes nomes sejam apenas pseudônimos de James, ou ao menos que ele participou do processo de composição do álbum, devido ao uso do sintetizador analógico Yamaha GX1 – um aparelho raríssimo e caríssimo, que supostamente pertenceria a Richard D. James, uma vez que ele é um dos únicos felizes donos de tal instrumento no Reino Unido. James já tocou algumas faixas do Tuss ao vivo, reforçando tais boatos.

Música eletrônica não muito dançante, mas certamente interessante, este disco é considerado uma das obras de IDM mais interessantes dos últimos anos.

Selo: Rephlex Records
Data de lançamento: 25 de junho
Bitrate: 192 kbps

Tracklist:

  1. “Synthacon 9” – 6:22
  2. “Last Rushup 10” – 6:36
  3. “Shiz Ko E” – 3:08
  4. “Rushup i Bank 12” – 4:41
  5. “Death Fuck” – 6:39
  6. “Goodbye Rute” – 5:22

Wikipedia: http://en.wikipedia.org/wiki/The_Tuss
Download: http://www.mediafire.com/?9vf1hgcdjsd

 

Il Carlo – How Lonesome Can I Be?

Filed under: bossa nova,jazz — somenoise @ 1:44 am

cd single, incluido na primeira edição do disco “Okey Dokey” do Boom Boom Kid, onde Nekro encarna um novo alter-ego, “Il Carlo”, cantor de bolero, bossa-nova ou sei-lá-o-que.

Faixas:

01 – Because
02 – Be My Babe
03 – Moonriver

Download: http://www.mediafire.com/?qj2hm1mnb9y

http://www.ilcarlo.tk/

 

No Age – “Weirdo Rippers” (2007)

Filed under: 80's,hardcore,indie,outros,punk — somenoise @ 1:06 am

No Age - Weirdo Rippers

Mais um bom disco de 2007; um bom ano pro rock.

Eu tava comentando sobre o duo No Age (guitarra e bateria. o baterista canta) com a Monica Sweetheart (eu ando em melhores companhias que o resto do blog); de como o disco deles é bacana apesar de soar tão 1984-87.

Ela me disse: “não há nenhum problema em chupar os outros (as), desde que você chupe gostoso”.

O Weirdo Rippers é uma coletânea de ep´s (lançados em vinil) e o som é uma amálgama de punk rock/hardcore (Pink Flag / Ramones / Hüsker Dü / Black Flag), indie rock e experimentos dos 80 (muito Sonic Youth / Big Black), art rock, noise, pós-punk, no wave e similares. Alto e estridente. Sem firulas.

Nada de realmente novo, não muda a vida de ninguém mas funciona muitíssimo bem (seria a tônica de 2007?). Acho que pelo real entusiasmo trasmitido.

Louvemos: músicas curtas, graças a Deus! Tanto as meoldias punk-chicletes quanto os transes e o CLIMÃO, cabem direitinho em 2, 3 minutos e pouco. O disco tem 30 min. aproximadamente.

Fortemente recomendado pra quem curte o rolê hc -arte dos 80.

Download: http://rapidshare.com/files/95774085/No_Age-Weirdo_Rippers.rar.html

 

Zen Guerrilla – Trance States In Tongues (1999) fevereiro 28, 2008

Filed under: 90's,blues,garage — somenoise @ 7:33 pm

Guitarra! Guitarra porra!! Blues pesadão mas que não chega a ser um hard rock por manter certos elementos centrais do blues… minha única ressalva sobre este album é em relação a produção. O vocal tá muito enlameado com as guitarras, mas quem gosta de guitarra de verdade não tá muito aí pra essa porra mesmo, então que se foda… deve ter sido isso o que eles pensaram.

1. Pins and needles
2. Slow motion rewind
3. Mod riot
4. Black-eyed boogie
5. Peppermint
6. What I got
7. Cold duck
8. Heart attack
9. Ghetto city version
10. Preacher’s promise

Download